ilusionismo

Fotografia de sonhos!

Dois sábados por mês e às quintas-feiras estamos fazendo as caminhadas fotográficas pelo bairro Cristal. As digitais acompanham, mas quem dá a estética à pauta são as Pinluxs. Nas últimas películas reveladas, um erro acabou criando um efeito de fusão nas imagens. Considerando as variações de exposição à luz, que criam traços, em alguns casos, a mistura é bem ilusionista.

Neste caso abaixo, lendo a imagem de baixo para cima, o campo de futebol está separado por um destes traços. A partir da charrete, a perspectiva da rua é seguida de um muro que se transforma no telhado da casa de uma terceira foto. Este é apenas um exemplo dos vários que aconteceram. A sensação que temos é de poder visualizar um sonho em fotografia.

Como diz Deborah: “- Em um sonho, lugares, pessoas e fatos se misturam e acontecem dentro de uma linha temporal relativa e variável. É como estar dentro de casa na cidade, abrir a porta e em um passo estar na praia. Ou ver pessoas fora do contexto, como uma colega de faculdade se transformar em uma vizinha, ou aparecer em um ambiente familiar.” Reflete ainda: “Dentro do sonho, antes de acordar, tudo isso parece normal, não nos questionamos. Ao ver esta foto, o leitor da fotografia vai estranhar, porque não viveu o momento do ato fotográfico. Já o autor da fotografia viveu dentro deste sonho, de onde trouxemos esta fotografia.”

Evelyn diz que identificou seus sonhos com estas fotografias. “Acontece de eu ver coisas e principalmente pessoas em formas assimétricas. Um rosto pequeno numa cabeça grande, braços desproporcionais, assim como o asfalto que virou chão batido.”, na imagem abaixo. “Até hoje nunca tive um sonho normal, assim como são estas fotografias das PinLux’s. Nunca pensei que um dia eu poderia fotografar sonhos!”. E no final salta da cadeira: “-Será que estas fotografias vão influenciar os meus sonhos? Acho bem capaz!”, concluiu.

Esta é a montagem que rolou ao sairmos do asfalto e entramos na Vila Resbalo, no dia 19 de novembro. Seguimos com as caminhadas contribuindo com o banco de imagens do Bairro Cristal. A proposta é cada fotógrafo buscar uma pauta. Especificar sua visão, transformando sonhos em fotografias reais ou permitir que estas ‘opticalArts’ influenciem nos seus sonhos.

Em tempo, opticalArts foi a expressão usada pela Evelyn para se referir aos efeitos das câmeras PinLuxes. As fotografias foram postadas na vertical para ampliar a área de visualização. Cuidado para não deixar cair o computador ao girá-lo para ver as fotos. Uma dúvida que ficou no final da escrita coletiva deste post é: Qual o plural de Pinlux? Deborah diz que está errado o Pinluxs, Eduardo tem dúvida se é Pinluxes, e Evelyn aposta no Pinlux’s.

Falando em plural e coletivo,  é muito difícil creditar estas fotografia. Foram feitas pelo grupo, diversas sugestões e muitos dedos. Estiveram nesta caminhada: Carlos, Deborah, Eduardo, Evelyn, Huendrio, Leandro, Patrick, Raquel e Wesley. Com participação especial dos auxiliares de fotógraf@s Henrique e Vinícius.

Anúncios

Uma resposta to “ilusionismo”

  1. Leandro Anton Says:

    Com o iPad também não funciona…. pois ao girar ele a imagem também gira….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: