Archive for maio \29\UTC 2010

O movimento futebolístico de Seu Neri

maio 29, 2010

Na manhã de hoje, 29 de maio, estivemos, Douglas, Leandro Silva, Leandro e Eduardo, na casa do Seu Neri (José  Santos da Silva) que mora na parada 20 da Lomba do Pinheiro. Esta visita foi motivada pela história de quase  quatro décadas que seu Neri tem com a região Cristal e em especial com o futebol amador e com os campos do Cristal.

1964. Seu Neri, o segundo de pé da dir. à esq.

Seu Neri foi morar no Cristal, vindo de Passo Fundo onde jogou no Gaúcho e no Nacional, no início da década de 70. Trabalhou como soldador no Estaleiro Só e em 1979 passou a administrar um campo de futebol na vila Nossa Senhora das Graças. Esta atividade foi tão marcante na região que o campo, mesmo com sua saída do Cristal em 2007, ainda é chamado de Campo do Neri.

Seu Neri relatou histórias áureas do futebol amador da região. Eram mais de 30 times que atuavam em mais de uma dezena de campos no Cristal. Entre eles o da Vila Nossa Senhora das Graças e os 5 campos onde hoje estão instalados o Hipermercado BIG e o Barra Shopping: Farroupilha, Vila Cristal, Botafogo, Campo do Bica e Campo da Sac.

momentos históricos do campo na Resbalo. Enchente no início desta década.

Foram duas horas de conversa onde pudemos manusear e reproduzir inúmeras fotos. Os times de futebol do campo do Neri, as enchentes do Arroio Cavalhada na Vila N.Sra das Graças, um dos motivos da mudança de residência dele. Imagens do Estaleiro Só, onde trabalhou até 1989, e de sua família.

Time do Estaleiro, o primeiro da dir. para à esq. abaixado é o Seu Neri

A paixão de seu Neri pelo futebol fez ele realizar um trabalho de 26 anos com crianças da região. Buscando através do esporte dar alternativa de lazer e educação e assim evitar o assédio do tráfico de drogas e da criminalidade. Nos confidenciou uma das suas maiores críticas ao modo de crescimento das cidades e aos efeitos da transformação da periferia em bairro super habitado: o gradativo desaparecimento dos campos para construções de grandes empreendimentos, sem que sejam ofertados novos espaços de lazer para esta população. Ele dá mais argumentos, para o que ele considera um verdadeiro extermínio da vida social das populações de baixa renda: desaparecimento dos times; o envolvimento dos jovens com o crime e o tráfico de drogas; a violência em detrimento da alegria e da integração dos moradores. “As famílias de baixa renda são as que mais sentem este crescimento a qualquer custo”, diz Neri.

Campeonato regional acaba nos pênaltis em 2002

Neri mostrou um acervo de boa parte da história da Vila Resbalo. Foto Eduardo Seidl

colaborou para conquistas da comunidade

puxou o livro de anotações e não parou mais de contar histórias. Foto Eduardo Seidl

o olhar atento do Douglas sobre as mãos calejadas do soldador Neri

Neri trabalhou no Estaleiro Só entre o início dos 70' até 1989

O Campo do Neri segue na Vila N.Sra das Graças, com os encontros de finais de semana dos times que resistem ao tempo. Continuando a história marcada por times como o Rio Branco da Santa Teresa, 11 Amigos da Icaraí, Águia Branca, Jamaica, Juventus, Jaguari, Comandaí, Chacrinha, Vila Cristal, Erechim, América, Ipiranga, Expresso Azul, Bica, Sac, Unidos da Santa Teresa, Cruzeirinho, Às de Ouro, Correia Lima, Sociedade Esportiva Vila Assunção – SEVA, Canarinho, Palmeirinhas, Fluminense, Botafogo, Terremoto, Furacão, Pratense, União Santos, Santa Anita, Nacional, Comerciário, Bangú, Farroupilha, Termolar, União Portoalegrense, Pedreira, Vila Gaúcha da Santa Teresa, Unidos do Canto da Bom Jesus e o ESPORTE CLUBE UNIDOS DA ZONA SUL, time do Seu Neri que tem seu nome escrito nas paredes da área dos vestiários do antigo atual campo da Vila Nossa Senhora das Graças.

“São as pessoas que fazem o LUGAR.” José Santos da Silva – Seu Neri.

Anúncios

Encontros e desencontros.

maio 3, 2010
A casa ! - Foto: Elincoln Lucas

A casa ! - Foto: Elincoln Lucas

Após ir duas vezes à casa do Seu Manoel, sem êxito em encontrá-lo conversamos com  seu filho menor, chamado Rod Stewart,  numa das vezes que estivemos lá, e neste mesmo dia encontramos Seu Manoel que  estava muito cansado, após um longo dia de trabalho. Assim,  achamos melhor marcar com ele um novo dia para ir em sua casa.

No dia marcado, o encontrei numa hora boa,  eu diria…  foi na hora do almoço, família toda comendo junto, com a “prainha” e o “guaibão” como vista. Tivemos uma pequena conversa, que não foi gravada, pois o gravador já estava em uso com outra equipe.

A intenção nessa visita não era entrevistá-lo, e sim fazer uma sessão de fotos com o Seu Manoel, principalmente com a pinhole. Me surpreendi mais uma vez com o Manoel, pois ele já conhecia o pinhole,  falou que já tinha feito algum trabalho com esse tipo de câmera, sabia como tirar fotos com ela… quis saber quanto tempo eu estava deixando para cada foto, o que mostra que conhece mesmo a câmera. Não foi só isso que me deixou de boca no chão, ele me mostrou duas tv’s velhas que ele tem, as duas do tempo da válvula, ao que me parece ele também tem um conhecimento de eletrônica, porque me falou sobre capacitores e outras coisas do circuito dessas tv’s.  Manoel cada vez mais se mostra uma pessoa de uma grande vivência ,  sabe de tudo um pouco.

Conversa entre Elincoln e Rod Stewart, o filho mais novo de Seu Manoel - Foto-pinhole: Leandro

Conversa entre Elincoln e Rod Stewart, o filho mais novo de Seu Manoel - Foto-pinhole: Leandro

Infelizmente o dia não estava para sol.  Por isso decidimos continuar com a sessão em outro dia, que já foi marcado. Conversando com Seu Manoel, ele me falou de um lugar que gosta muito, que é o Morro Santa Teresa, ele normalmente vai lá para pensar, gosta da visão que se tem lá de cima (quem não gosta, não é mesmo ? Se vê uma boa parte da cidade lá de cima ).

" As vezes, estou caminhando e me perco... e do nada chego no morro!" - Diz Seu Manoel. Foto: Elincoln Lucas.

Seu Manoel. Foto: Elincoln Lucas.

Talvez, seja o morro que o chame, deve ser  um lugar especial para ele, lugares assim normalmente chamam as pessoas. Vamos conhecer essa parte da cidade que é tão especial para o Seu Manoel, poderá se tornar especial para nós também. Espero que os céus nos ajudem e mande um belo dia para fotos.

Vou com tudo: gravador, câmera digital e pinhole.Quero deixar esse momento de finalização todo guardado, em voz e imagem !