Buraco de agulha e câmeras artesanais

Precisamos encontrar o crédito desta foto. A arte é da Tais, que não se conteve ao ver o filme desperdiçado.

No dia 22 de janeiro, voltamos para a sala de aula. Para uma tarde de trabalho manual. Artesanato!
Iniciamos a fabricação da câmera fotográfica mais barata do mundo. Uma Pinhole!
Pinhole é todo equipamento fotográfico que utiliza um “buraco de agulha” por onde passa a luz a marcar a foto sobre a superfície sensível à luz. Existem vários tipos, utilizando lata de leite em pó, lata de panetone, caixa de sapato, etc.

Vamos trabalhar com Pinhole de caixa de fósforo, com filmes 35mm. Filmes tradicionais utilizados em câmeras compactas domésticas. A idéia é proporcionar a maior autonomia possível para a produção de fotografias. Tanto de linguagem e pontos de vista como métodos e equipamentos utilizados.

O material necessário é este exposto na foto:

Existem várias referências destes equipamentos na internet. Com algumas pequenas variações, mas as regras básicas são as mesmas.

Um ótimo site que mostra passo a passo a fabricação do equipamento.
http://www.matchboxpinhole.com/

Aqui podemos ver alguns exemplos de fotos feitas com a Pinhole.
http://www.flickr.com/groups/matchboxpinhole/

O Luciano Montanha é um amigo que foi mais além e fabricou a sua câmara escura. Neste link podemos ver as fotos que ele fez. Ainda vamos receber uma visita do Montanha para conversarmos sobre a experiência dele.
http://www.flickr.com/photos/lucianomontanha/

Aqui tem mais vários exemplos de fotos feitas com a técnica do “Buraco de Agulha”
http://www.flickr.com/search/?q=pinhole&w=all

Câmeras prontas, o próximo passo é colocá-las em ação. Existem algumas regras básicas para se começar a fotografar com uma pinhole nova, mas cada câmera é diferente da outra e terá seus tempos particulares. Só a prática vai criar a afinidade do fotógrafo com seu equipamento, buscando fotos mais bonitas e tecnicamente boas.

A Saionara fotografando o quintal do Quilombo do Sopapo. Foto: Eduardo Seidl

O Elincoln também começou fotografando dentro do pátio do Ponto de Cultura. Nesta foto podemos ver ele em ação, levantando a cortina que expõe o buraco por onde entra a luz que vai marcar o filme. O tamanho do obturador é aproximadamente f/90. Bem menor que os obturadores utilizados em câmeras reflex, que vão geralmente de f/2.8 a f/22. Começamos a testar as câmeras com um tempo base de 1 segundo de exposição ao sol. A ficha de anotação dos tempos e a caneta são parte do equipamento. Depois dos primeiros filmes, é possível ir definindo para cada câmera tempos mais precisos.

Para o leitor deste blog ter um exemplo, fizemos um duelo fotográfico com a pinhole fabricada em aula e uma digital com lente 24mm. Assim podemos ter uma idéia de como fica cada tipo de fotografia.

Uma das primeiras fotos feitas com a Pinhole. Podemos ver algumas infiltrações de luz além de estar um pouco tremida. Com tempo de experiência vamos solucionar os detalhes.

Esta é a foto feita com a digital com lente 24mm. No exato momento em que o Elincoln estava contando o tempo de 1seg. de exposição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: